Voltar para a Página Inicial

Maçã Argentina

Maçã é o nome dado ao fruto da macieira, árvore da família Rosaceae, pertencente ao género Malus. As variedades mais comuns são M. domestica e M. sieversii e respectivos híbridos. A árvore se originou na Ásia Central, onde seu ancestral selvagem ainda é encontrado hoje.

A maçã, do ponto de vista científico, não é realmente um fruto, e sim um pseudofruto (falso fruto).

História

A maçã foi uma importante fonte alimentícia em todos os climas frios e, provavelmente, a macieira é a árvore cultivada há mais tempo. É a espécie de fruta, à exceção dos cítricos, que pode ser conservada durante mais tempo, conservando boa parte de seu valor nutritivo. As maçãs de inverno, colhidas no final do outono e guardadas em câmaras ou armazéns acima do ponto de congelamento, têm sido um alimento destacado durante milênios na Ásia, Europa e nos Estados Unidos da América (desde 1800).
Informações nutricionais
O consumo regular de maçã é excelente para se prevenir e manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis, com a ingestão recomendada de uma unidade por dia. Esse efeito é devido ao alto teor de pectina, encontrada na casca. Também auxilia no processo de emagrecimento, pois a pectina dificulta a absorção das gorduras, da glicose e elimina o colesterol. O alto teor de potássio contido na polpa da maçã libera o sódio excedente, eliminando o excesso de água retida no corpo.

Também apresenta propriedades medicinais, e produz efeitos benéficos sobre o coração, tanto pelo elevado teor de potássio, quanto pela presença de pectina, que evita a deposição de gorduras na parede arterial, prevenindo a arteriosclerose. Por tudo isto, melhora a circulação sanguínea, reduzindo, consequentemente, o trabalho cardíaco e prolongando a vida útil do coração.

Pode ser usada como uma espécie de laxante, pois auxilia na eliminação das fezes. Atua da seguinte maneira: durante a digestão, absorve a água, e, durante a eliminação, libera esta água que ficou armazenada, não deixando que as fezes sequem e causem problemas posteriores, como a prisão de ventre.
A maçã contém as seguintes vitaminas: B1, B2 e Niacina, além de sais minerais, como fósforo e ferro.

Fermentada, é utilizada na elaboração de bebidas alcoólicas como a sidra asturiana, o Calvados francês e a sagardua basca.

É rica em quercetina, substância que ajuda a evitar a formação dos coágulos sanguíneos capazes de provocar derrames. A maçã é recomendada para pessoas com problemas de intestino, obesidade , reumatismo, gota, diabetes, enfermidades da pele e do sistema nervoso. A sua casca seca é empregada como chá para purificar o sangue e como diurético.

Para melhor aproveitamento das suas vitaminas, o ideal é consumi-la ao natural com casca, pois é junto dela que estão a maior parte das suas vitaminas e os sais minerais.

Na hora de comprar, escolha as de casca de cor acentuada e brilhante, polpa firme, pesadas, sem partes moles, furos ou rachaduras. Nessas condições ela se conserva até um mês na geladeira.

Variedades raras de maçã

Há mais de 7500 espécies e variedades de maçãs. As diferentes espécies encontram-se em climas temperados e subtropicais, já que macieiras não florescem em áreas tropicais, pois necessitam de um número considerável de horas de frio, que é variável em função da variedade cultivada. As variedades da família da Gala, por exemplo, necessitam de um inverno com cerca de 700 horas de frio (temperatura abaixo de 7,2 °C) para terem o rendimento ideal na colheita.

A seguir há uma lista das espécies cultivares mais comuns e onde são cultivadas, juntamente com o ano e local de origem:

* ‘Blackjohn: Brasil
* ‘Braeburn’: Nova Zelândia (desde 1950), Estados Unidos
* ‘Cameo’: Washington (desde 1980)
* ‘Cortland’: Nova York (desde o final de 1890)
* ‘Cox’s Orange Pippin’: Reino Unido, Nova Zelândia
* ‘Egremont Russet’: Bretanha
* ‘Empire’: Nova Iorque (desde 1966)
* ‘Fuji’: Japão (desde 1930), Ásia, Austrália, Brasil, Argentina
* ‘Gala (maçã)’: Nova Zelândia (desde 1970), Estados Unidos, Brasil, Argentina
* ‘Ginger Gold’: Virgínia (final de 1960)
* ‘Golden Delicious’: Estados Unidos (desde 1890), Europa, Brasil, Argentina
* ‘Granny Smith’: Austrália (desde 1868), Califórnia, Brasil
* ‘Honeycrisp’: Minnesota (desde 1960)
* ‘Idared’: Idaho (desde 1942)
* ‘Jonagold’: Nova York (desde 1968), e em outras partes dos Estados Unidos
* ‘Jonathan’: Nova Iorque (desde 1920), e em outras partes dos Estados Unidos
* ‘Lodi’: Ohio
* ‘McIntosh’: Canadá (desde 1811)
* ‘Newtown Pippin’: Nova Iorque (desde 1759), Oregon
* ‘Old Apple’: Ontário
* ‘Pink Lady’: Austrália (desde princípios de 1970), Leste dos Estados Unidos, Brasil
* ‘Red Delicious’: Iowa (desde 1870), e em outras partes dos Estados Unidos, Argentina, Chile
* ‘Rome Beauty’: Ohio (desde princípios de 1800)
* ‘Willie Sharp’: Brasil
* ‘Winesap’: Estados Unidos
* ‘Worcester Permain’: Reino Unido

Entre as variedades mais consumidas na Espanha, destacam-se:

* Spur
* Verde doncella
* Reineta
* Golden delicious
* Starkrimson
* Starking

Artigo extraído do Wikipédia – http://pt.wikipedia.org/wiki/Maçã