Voltar para a Página Inicial

Limão Siciliano

Espécie da família das rutáceas, o limoeiro siciliano (Citrus limonum ou Citrus limonia) pertence ao gênero citrus. A árvore atinge 4 metros de altura, com ramos curtos e muitos espinhos. As flores são brancas, reunidas em inflorescências com 2 a 20 unidades. Os frutos têm suco ácido, aromático, de cor amarelo-clara.

A casca, também muito atomática, é verde-clara ou amarela quando o fruto amadurece. Originário da Índia ou da Malásia, o limão foi introduzido na Assíria e de lá passou para a Grécia e Roma. Depois se espalhou pelo norte da África e Europa antes do descobrimento da América.

Os portugueses o trouxeram para o Brasil. Hoje é amplamente cultivado no norte da África, Itália e Espanha. A produção de limão siciliano no Brasil é pequena. Boa parte do que se encontra no mercado vem de fora. Na culinária, entra em marinadas e molhos para salada.

Com o suco se fazem ainda geléias, sorvetes, coquetéis, cremes, recheios. Em toda a Itália são famosos os licores e as granitas produzidos com o limão. A casca pode ser usada em compotas e conservas salgadas. O limão entra finalmente em marinadas para carnes grelhadas ou assadas.

Artigo extraído do Portal Caras: http://www.caras.com.br/edicoes/802/textos/limao-siciliano/